Os frutos da economia solidária em exposição na Fenearte

Por Carol Moura

Vinte grupos de Jaboatão, com atuação neste segmento, participam da Feira e provam que o trabalho conjunto traz resultados positivos

A economia solidária vem se mostrando como uma nova e importante alternativa para a geração de trabalho e renda. Nesta perspectiva, 20 grupos de Jaboatão, atuantes neste segmento, estão expondo seus produtos na Fenearte. A feira segue até o domingo (12/07), no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.  Os grupos estão divididos nos estandes da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, do Armazém do Artesanato do Sebrae, do Conselho Estadual de Economia Solidária e em estandes individuais.

O secretário Executivo de Trabalho e Empreendedorismo, Reginaldo Guimarães, explicou a importância da participação desses grupos na feira. “A partir da implantação do Centro de Orientação Permanente de Economia Solidária, nós realizamos diversas capacitações. Esta participação é fruto dessas capacitações e agora o pessoal está aqui, comercializando o seu produto final. Isso reflete o sucesso do trabalho desenvolvido com eles”, enfatizou.

A artesã Angela Santos, do Grupo Troque por Arte, de Cajueiro Seco, mostrava o sorriso no rosto ao receber as pessoas no estande do Conselho Estadual de Economia Solidária. “A economia solidária proporciona coisas boas, é bom que as pessoas procurem um apoio para desenvolverem seus produtos e possam participar também nas feiras. Seus integrantes nos ajudaram a chegar onde estamos. Através deles, hoje me considero uma artista”, disse.

Uma das coisas que mais chamam atenção nos grupos é que a maioria dos produtos é produzida com materiais reciclados. Porém, eles não se limitam a esse segmento. A população que for à feira pode encontrar com esses artistas quadros feita com tampa de ventilador, tampa de fogão, animais e puffs feitos com pneus, carteiras em tecido, chaveiros, bolsas feitas com jeans, entre outros.