Jaboatão terá 16 artesãos e os mestres Cunha e Saúba na Fenearte 2016

Com o tema “Artesanato, a arte brincante”, feira será aberta no próximo dia 7, no Centro de Convenções. Este ano, pela primeira vez haverá um salão de arte popular religiosa, com três jaboatanenses participando

Rayama Alves

A Fenearte 2016 será aberta na próxima quinta-feira, 7 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Esta será a 17ª edição do evento, que é considerado a maior feira de artesanato da América Latina. Mais uma vez, o município do Jaboatão dos Guararapes será representado com uma equipe diversificada: 16 artesãos da cidade vão expor produtos em cerâmica, vidros, esculturas em pedras e decorativos em ferro.Também farão parte da equipe os mestres Cunha e Saúba.

Com um ateliê no bairro do Jordão, onde mora, o mestre Cunha produz esculturas. Já Saúba tem sua oficina de brinquedos populares em Jaboatão Centro. Eles formarão a equipe de Jaboatão ­– o estande já está sendo preparado pela Prefeitura ­– com os outros artesãos da cidade que participarão da feira : Dinalva Veloso, Pedro Augusto, Maria José Giló, Maria Paula Pires, Solange Maranhão, Mércia Santos, Lenildo Pereira, Maria Cristina, Luciene Chitão, Kátia Cristina, Cielma, Heline Santos, Jaime Nicola, Iara Tenório, Patrícia Barros e Delly Figueredo.

HOMENAGEADOS – Com o tema “Artesanato, a arte brincante”, que propõe explorar um resgate das brincadeiras antigas e dos brincantes, a Fenearte vai até 17 de julho, com visitas ocorrendo das 14h às 22, de segunda a sexta, e das 10h às 22h, aos finais de semana. Os homenageados serão o multi-instrumentista Naná Vasconcelos e o ceramista Manuel Eudócio, ambos falecidos em fevereiro deste ano.

Manuel Eudócio Rodrigues foi seguidor do Mestre Vitalino e fez parte da primeira geração da escola do barro, no Alto do Moura, em Caruaru. A escola foi reconhecida pela Unesco – órgão das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura – como o maior centro de Artes Figurativas da América. Já o pernambucano Naná Vasconcelos foi um dos maiores músicos do País, reconhecido mundialmente, eleito oito vezes o melhor percussionista do mundo pela revista americana DownBeat, especializada em jazz e em música instrumental. Na abertura da Fenearte, diversas nações de maracatu e bonecos gigantes vão homenagear Naná em uma apresentação especial.

ARTE RELIGIOSA – Na edição 2016, pela primeira vez a Fenearte promoverá um salão de arte popular voltado exclusivamente para a arte sacra. Dentre os selecionados para apresentar suas obras, três jaboatanenses foram classificados: o escultor Jaime Nicola de Oliveira, a ceramista Iara Tenório Correia e a artesã e escultora Delly Figueredo. A oportunidade de criar um salão para obras religiosas surgiu a partir de uma conversa do Frei Reinaldo com a primeira-dama do Estado Ana Luiza Câmara. O salão abrangerá todas as religiões.

Jaime Nicola é escultor desde os 17 anos. Ele talha na madeira e em pedras calcárias. Entre as figuras que produz, muitos são anjos e santos. Iara Tenório desenvolve peças em cerâmica modeladas a mão e com pintura vitrificada. Já Delly Figueredo é artesã, escultora, pintora e artista plástica. Entre suas obras, alguns trabalhos em cerâmica se destacam pela sofisticação.

SERVIÇO
– 17ª Feira Nacional de Negócios e Artesanato – Fenearte 2016
– De 7 a 17 de julho, no Centro de Convenções de Pernamuco
– Visitas de 14h às 22h, de segunda a sexta, e de 10h às 22h, nos finais de semana
– Ingressos: R$ 10 inteira e R$ 5 meia, de segunda a sexta, e R$ 12 inteira e R$ 6 meia, aos sábados e domingos