Exposição de artesanato marca encerramento de cursos de inclusão produtiva

Ação ocorreu nesta sexta-feira (12/12), na sede da Prefeitura, com oferta de produtos de artesãos jaboatanenses

Foi com uma exposição de obras de arte e objetos produzidos pelos alunos que foram encerrados, nesta sexta-feira (12/12), os cursos de inclusão produtiva promovidos este ano pela gestão municipal. Ao todo, 205 pessoas, a maioria mulheres, participaram durante cerca de um ano de cursos de modelagem em argila, pintura em tecido, pintura em vidro, arte em reciclados, pintura em craquelê, mosaico, confecções em geral e oficinas de conchas e mariscos. A mostra ocorreu na sede da Prefeitura, em Prazeres, e contou com entrega de certificados.

“Essas oficinas objetivam fortalecer as famílias, criar alternativas de geração de renda e trabalho, além de trabalhar a autoestima dos participantes, a maioria em situação de vulnerabilidade social”, explicou a gerente de proteção social básica da Secretaria Executiva de Assistência Social, Conceição Freitas.

Participante do curso de artesanato com mariscos e conchas, a pescadora Norma Maria, 41 anos, hoje produz e vende produtos como quadros, chaveiros, brincos e colares. “Os resíduos de pesca, como escamas de peixe e a casca do marisco, antes iam para o lixo. Agora, eu uso para fazer artesanato. Virou fonte de renda”, afirmou.

Já a dona de casa Janaína Paloma, 26 anos, aprendeu a produzir objetos como bolsas de caixas de leite e pufes de garrafa e vidro no curso de arte em artesanato. “Antes, eu não tinha fonte de renda, hoje tenho”, afirmou. Atualmente, ela replica o conhecimento, ensinando o que aprende para frequentadores do Centro Comunitário Vila Sotave, do qual é presidente.

O presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Josué da Silva, prestigiou o evento e elogiou a iniciativa da gestão municipal de realizar os cursos de inclusão produtiva. “É uma oportunidade de você promover geração de renda, pois você ensina às pessoas o trabalho e elas próprias produzem e vendem seus produtos”, disse.

O evento contou com a presença do professor de modelagem em argila Luzarcus. Novas turmas deste curso e dos demais deverão ser abertas em 2015. Os interessados já podem começar a se inscrever a partir de janeiro em qualquer unidade dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS’s).