Costurando novas oportunidades

Heline dos Santos trocou o ramo de eventos para criar o seu próprio negócio

Por Tiago Brito

Após passar um período no ramo de eventos, Heline dos Santos, de 46 anos, decidiu empreender. Há cinco anos, ela abriu o seu próprio negócio. Teve a ideia de trabalhar em casa, juntando alguns tecidos que guardava. A descoberta foi uma costura de novas oportunidades. E esse novo ponto foi dado com sua estreia na 17ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte).

“Vendi alguns pertences e comprei a minha primeira máquina de costura. Para me especializar, entrei na Associação de Artesanato, apoiado pelo Governo Municipal, onde tudo começou”, relembrou, completando “O que era pra passar o tempo, se tornou um meio de renda. Agora, me sinto realizada, fazendo os meus trabalhos de costura”.

Luciene se dedica criando acessórios em tecido, como bolsa de mão, porta óculos e artigos para bebê, a exemplo de trocador, bolsa, babador e capa para carteira de vacinação. “O meu público é mais feminino. São objetos indispensáveis de uma mulher, com um toque mais artesanal. Ou seja, não se torna comum. É algo diferente”, explicou.

Sobre a estreia na Fenearte, ela não esconde a alegria. “Não tenho palavras para descrever a minha felicidade em participar dessa feira. É o sonho de todo o profissional. Levarei duas novidades, produtos ainda não vendidos: organizador de bolsa, com divisões para colocar os objetos de forma organizada. A outra é a capa de almofada, com tecidos regionais”, detalhou.

Para aprender, Luciene buscou a internet, ferramenta que, segundo ela, ainda não utilizava profissionalmente. “Nem sabia ligar o computador. Depois, fui aprendendo. Já participei de vários cursos e acompanho as novidades. Quando tenho alguma dúvida, vou lá e resolvo o problema. Esse ambiente é fantástico. Quando bem utilizada, a internet ajuda”, destacou.

Os seus próximos passos serão, em breve, ser professora de costura, para estimular que outras pessoas consigam costurar novas experiências. “Não adianta aprender, se não ensinar. Quero ajudar, mostrando a minha história e trocando experiências”, finalizou, segurando com firmeza os objetos de trabalho, como a tesoura e a linha.

FEIRA – A Fenearte acontecerá entre os dias 7 e 17 de julho, no Centro de Convenções, em Olinda. Entre os jaboatanenses participantes, estarão Mestre Cunha, Jocielma Costa, Nicola, Meste Saúba, Solange Maranhão, Iara Tenório e Patrícia Barros.