Artesãos jaboatanenses vão expor na Fenearte 2015

Feira acontece a partir do dia 2 de julho, no Centro de Convenções. Prefeitura desenvolveu parceria com o Sebrae e terá estande com trabalhos de 31 artistas.

Por Carol Moura

Desde 2010, artesãos do Jaboatão dos Guararapes participam da Fenearte, a maior feira de artesanato da America Latina. Este ano não será diferente: nada menos que 31 artistas jaboatanenses já estão nos preparativos para expor seus trabalhos nos 11 dias da feira, que acontece de 2 a 12 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Este ano, a feira homenageia o ceramista Manoel Borges da Silva, o Mestre Nuca de Tracunhaém, também conhecido como Nuca dos Leões, pelas peças que produz, e o repentista Lourival Batista, o Louro do Pajeú, visto como o “Rei dos Trocadilhos”, já falecido.

Além do estande da Prefeitura, os artistas jaboatanenses que participarão da feira vão expor trabalhos no Armazém Sebrae do Artesanato. Nesta quinta (18), o grupo se reuniu na Centro de Economia Solidária, em Piedade, para definir os últimos ajustes. Integrante do grupo, o artesão Leonildo Pereira, 57 anos, que há mais de 15 trabalha com conchas do mar, não esconde a ansiedade.

“Tive a oportunidade de mudar meu produto. Hoje produzo quadros de Arte Francesa em MDF. Estou muito ansioso e sei que minha família se orgulha de mim. Dá até frio na barriga uma oportunidade dessas”, afirmou o artesão, empolgado.

PARCERIA COM O SEBRAE – Leonildo e mais 25 artesãos participaram de uma pré-seleção e do projeto Sebrae Tec, programa de inovação de negócios, que escolheu os trabalhos que mais se destacaram, seja pela qualidade do produto ou pela técnica apresentada. Segundo Fátima Gomes, gestora da área de artesanato do Sebrae, o projeto tem como objetivo fazer com que os artistas aprendam a valorizar seu potencial. “Jaboatão é um município que tem muitos artesãos. A Prefeitura nos chamou para ajudar a desenvolver melhor os produtos, com oficinas de design”, disse.

“A intenção é profissionalizar cada vez mais essas artistas. É uma profissão que pode ser empreendedora, é preciso saber vender, ter mais qualidade no seu produto. Eles são formalizados como microempreendedores individuais e podem crescer no negócio”, explicou a coordenadora de artesanato da secretaria executiva de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Yana Medeiros.

Os artesanatos produzidos em Jaboatão que estarão expostos na Fenearte são quadros de MDF, quadros de escama de peixe, bolsas de couro, sandálias de couro, quadros feitos com disco de vinil, caixas em MDF, acessórios, camisetas, artigos de cozinha e luminárias feitas com filtros de café reciclados, entre outros.